Bloesempark, picnic de Sakura

Graciosa, delicada, passageira. A flor de cerejeira ou Sakura é conhecida pela beleza e volatilidade, já que florece por somente poucas semanas e se vai. Aliás, ver as pétalas voando ao sabor do vento dá um friozinho estranho na barriga, num misto de contentamento e nostalgia.

Não faltam ilustrações e metáforas associadas à brevidade da vida na cultura japonesa quando se fala delas. A simbologia nos lembra sobre a natureza efêmera da nossa passagem por aqui. A vida às vezes parece mesmo correr rápida demais.

Eu que nunca tinha visto uma ao vivo fiquei boquiaberta ao ver 400 ao mesmo tempo, todas floridas, no  Bloesempark em Amstelveen. O lugar fica a 19 km do centro de Amsterdam e é fácil chegar até lá de transporte público.

Aproveitamos o dia (nublado na verdade) para um picnic primaveril com a maior cara de outono. Delícia!

Já que elas florecem por somente umas duas semanas, é natural que o lugar esteja lotado de gente. Ainda assim, o clima é total relax. Nada da loucura de turistas e batatas fritas. Parece que a toalha de flores que cobre tudo deixa o clima mais leve, como um céu de nuvens brancas e fofinhas.

E picnic aqui é coisa séria.

Tem comida de verdade, mesinhas, cadeiras, toalhas de todos os tipos. Brinquedos, roupas típicas e até festas de aniversário. Bonito de ver. Elevou o conceito de lanchinho no parque a uma outra categoria.

Se a sua passagem por aqui for um pouco mais longa e na primavera, considere dar uma passada lá. Com calma, um livro e algumas comidinhas.