Planilha Nirvana! 5 passos para tirar a lista de resoluções do papel, e desta vez, chegar lá!

Final do ano é sempre época de pensar na vida, fazer planos e jurar que dessa vez vamos fazer tudo diferente. A dieta começa na primeira semana de Janeiro e costuma perder força ali no carnaval, junto com os planos de viagens, estudos e uma vida mais leve. E as grandes mudanças então? Custam a sair do campo da imaginação. Mais parecem uma esquizofrenia de final de ano, que passa na primeira vez que as luzes fluorescentes tocam a pele na volta ao escritório. É… a realidade bate.

Mas tem jeito até pra isso. Sempre pensei que passava horas demais planejando ações no trabalho e coisas diversas da vida, mas pouquíssimas pensando nas minhas próprias. Refleti, sem dúvida muito mais, sobre os valores corporativos das marcas do que sobre os meus. E assim, minha busca começou há uns 2 anos por inspirações nesta área.

Compilei numa única planilha o jeito que encontrei para organizar meus sonhos e de fato os tornar realidade. Claro que nem todos acontecem como planejamos, e boa parte das coisas boas da vida não tem bula ou planejamento, mas muitas delas têm sim.

Se não for você a dizer onde quer chegar na carreira, ninguém o fará por você. Se não priorizar as coisas realmente importantes, outras pessoas o farão este favor. E por aí vai. Testei o método e gostei. Em outro momento conto um pouco mais sobre o que planejei e como consegui alcançar coisas realmente importantes para mim.

Como diria Bruno Mars: “Don’t believe me? Just watch!”. Te convido a fazer este teste e dedicar algumas horas somente a você. Abaixo você encontrará o passo a passo para preenchimento da trilha dos seus desejos. Esta planilha nirvana te levará até onde sonha chegar neste ano. Ao final do texto está o link para que você possa fazer o download e brincar a vontade.

Que você e seus sonhos sejam prioridade durante o tempo em que se debruce sobre este texto, e que a leitura seja carregada de motivação. Desejo de todo o coração que seus sonhos, grandes e pequenos, saiam do papel e você curta demais a viagem na trilha que você mesmo fará questão de abrir.

Vamos lá?


Passo 1

 

Tudo começa com uma reflexão sobre o que de fato importa para você, ou seja, os valores que regem as suas ações. Sem isso, a chance de você criar uma lista de desejos totalmente aleatória e desconectada do que realmente trará mais felicidade para você é grande. Faça este exercício sem pressa. Saia para uma caminhada, corrida ou sente num lugar calmo e pense nas coisas que são realmente importantes para você. Família, Fé, Liberdade, Segurança? O que está por trás de cada uma das suas escolhas e o que fala mais alto?

Você vai perceber um eco mental de coisas que você ouviu quando criança ou mesmo na vida adulta de pessoas que marcaram você. Verdades (que às vezes não são tão verdadeiras assim) e que estavam lá guardadas sem muita explicação. É a hora de ver quais delas servem para construir seus próximos anos e quais você já pode reciclar ou jogar fora.

Não tenha vergonha das alavancas que te movem. Se é dinheiro que fará a diferença agora, escreva isso. Não tente elevar o espírito somente para fazer uma lista mais bacana. Esta reflexão é só sua e você não precisará ser compartilhada com mais ninguém, por isso seja verdadeiro.

No fim você verá que ter seus valores claros irá facilitar e muito a vida. Decisões corriqueiras são tomadas de forma automática tendo seus valores em mente e as muito grandes e complexas se tornarão mais simples. Casar, mudar de emprego, de cidade, ter um filho. Com que valor esta decisão se relaciona? Se está em linha com eles você verá com tranquilidade a mudança, ainda que não sem o tradicional frio na barriga (faz parte).

Então vamos ao processo:

1. Primeiro liste livremente coisas que são importantes para você, que devem balizar suas decisões, coisas que ocupam a sua cabeça, princípios dos quais você não abre mão. Neste primeiro momento não faça muitos filtros. Simplesmente escreva;

2. Agora agrupe os valores similares, eliminando as redundâncias. Ex.: Liberdade com Autonomia. Segurança Financeira e Independência, e assim por diante. Para fazer este agrupamento entenda o que exatamente aquele valor significa para você. Liberdade, por exemplo, pode significar algo totalmente diferente para cada pessoa. Assim, alguém poderá agrupá-la com Autonomia, por exemplo, enquanto outro com Flexibilidade;

3. Separe valores fins de valores meios. Os valores meios são aqueles que nos permitem chegar aos valores finais, são habilitadores. Assim como um novo trabalho pode trazer Liberdade ou a troca de casa, Segurança, alguns valores habilitam a existência de outros. Vamos supor que Fé seja um habilitador de Paz para você. Dica: valores finais podem ser expressos por sentimentos;

4. Por fim, ordene seus valores por prioridade e se puder, os resuma para os seus 5 principais. Ter apenas 5 valores vai ajudar a mentalizá-los e organizar suas prioridades mais facilmente. É muito difícil ter mais que 5 coisas na mente para decidir assertivamente. Muitos valores podem também lhe causar certa confusão e se tornar em algum momento contraditórios.

Quando estiver com sua lista pronta, dê uma última olhada e reflita se ao tomar uma decisão estes 5 pontos são realmente o que te motivam. Lembre-se que valores são diferentes de crenças ou mesmo de qualidades / características suas. Na dúvida converse com um amigo sobre eles, falar em voz alta sobre os motivos que te levam a escolher cada um irá te ajudar na reflexão, e nada como alguém que nos conhece muito bem para opinar sobre eles.

Se puder anote esta listinha e deixe em um lugar onde possa dar uma olhada vez ou outra, como dentro da carteira por exemplo.

A Aba Valores da planilha terá todas estas dicas para te ajudar no preenchimento. Abaixo deixo meu exemplo somente para ilustrar o processo.

Importante citar que este método foi inspirado no livro “Escolha sua Vida” da Paula Abreu, disponível também em Áudio Book. Se quiser aprofundar o tema dê uma olhada na obra completa.


Passo 2

 

Na segunda aba você poderá listar o que deseja ver realizado em 6 ou 12 meses, por exemplo. Muita gente começa a listinha de resoluções de ano novo por aqui, mas sem o pensamento prévio sobre os valores as listas acabam girando entre perder 5 Kgs, trocar de carro ou fazer aquela pós que nunca sai do papel.

Na planilha existe espaço para objetivos relacionados a:

Para ajudar sua imaginação os projetos ou ideias são listados em 4 diferentes perspectivas ou áreas da sua vida:

 

Você não precisa (não deve) preencher todos os espaços da planilha, ocupando todas as categorias. Não liste mais ideias do que conseguiria realizar no período de tempo em que se propõe.

Sonhe alto, mas seja realista e generoso com você. Faça uma análise sobre o grau de dificuldade das ações. Se forem coisas simples, se permita fazer mais. Mas não inclua muitos projetos robustos de uma única vez.

Para cada ideia preencha na planilha com que frequência você gostaria de realiza-la (por exemplo, gostaria de treinar o violão toda semana, já a viagem é uma por ano) e com qual valor ela se relaciona. Se a ideia não tiver relação com nenhum de seus valores é preciso repensá-la. A planilha irá facilitar a sua vida e deixar auto preenchido aquilo tudo aquilo que for possível.

 

Importante: você deve ser capaz de influenciar ou motivar as ações. O que não depende de você não pode ser um objetivo.

Uma dica bacana é imprimir esta lista e deixar num lugar onde você vê sempre. Lá em casa fazemos um ímã de geladeira com nossas metas para o ano. E tem meta para a família toda, mesmo para a pequena que tinha 1 ano quando começamos. Para ela tínhamos coisas como: ir feliz para a escolinha, dormir sozinha no berço e comer mais frutas. É uma forma mais leve de manter os sonhos sempre à vista.

A tabela e as indicações foram inspiradas no Livro “Trabalhe 4 Horas por Semana” de Timothy Ferriss, que aliás é excelente. Leitura super recomendada para quem quer dar uma guinada na vida.


Passo 3

 

Decidido o que se quer, chega a hora de colocar a mão na massa para garantir que será possível. O primeiro passo é estimar quanto você precisará ao mês para realizar cada uma de suas metas (a planilha as trará automaticamente para esta aba).

Não precisa ser super exato. Você pode estimar grosseiramente, por exemplo, que precisará de R$ 200 ao mês para estudar um idioma. No momento de pesquisar a escola e outros detalhes este target de valor te ajudará. Se for algo maior, como uma viagem, estime o valor total e divida pelo número de meses do seu plano. Ao final você terá uma somatória de um valor extra que deverá ser realizado ao mês.

Lembre-se que muitas iniciativas não precisarão de investimento financeiro, somente de tempo e atenção.

Para outras, você poderá ter uma grata surpresa. Uma das minhas iniciativas de 2017 era fazer uma cirurgia de correção de grau, para não usar mais óculos e lentes de contato. Pode parecer algo meio estranho, mas para mim mudaria a vida, e mesmo sendo algo muito desejado, era deixado de lado ano após ano. Me custou apenas um telefonema para descobrir que meu plano de saúde cobriria o procedimento e eu poderia faze-la sem nenhum custo. Em 40 dias eu estava sem lentes 🙂

Se ao final o valor mensal for exorbitante ou fora das suas expectativas, volte e revise as metas de forma mais realista. Ou troque por exemplo uma viagem internacional por uma nacional, e assim por diante.


Passo 4

 

Sabendo quanto você precisa por mês, é hora de descobrir de onde esta grana extra virá. A planilha trará sua meta mensal e irá mostrando o saldo na medida em que você preencha os valores.

Do lado esquerdo da planilha faça um levantamento rápido de suas entradas e saídas num mês normal. Salário, contas fixas para pagar, quanto em média você gasta com lazer, presentes e imprevistos. Ao final você terá um saldo mensal, que espero ser positivo. Avalie se de fato este saldo condiz com a realidade, ou seja, se é realmente o que sobra na sua conta ao final do mês.

A planilha vai mostrar se faltou ou sobrou dinheiro. Se faltar (o que é esperado pois seus sonhos são extra orçamento), preencha do lado da planilha suas ideias para reduzir custos ou aumentar rendimentos. Você precisará fazer escolhas. Trocar por exemplo parte do lazer mensal para fazer aquela viagem, cancelar a assinatura da TV ou da revista para fazer um curso, ou mesmo ser criativo sobre formas de levantar uma grana extra, como fazer alguns freelas por exemplo. Revise até a conta fechar.

Nesta análise não estamos contando com as suas economias, mas em adequar seus sonhos a sua renda atual. Se você tiver uma poupança para tal ou decidir quebrar o cofrinho para realizar um sonho é com você.


Passo 5

 

Esta é a última parte e é extremamente importante. É ela que irá te tirar da inércia. Você precisará de 30 minutos ao mês para revisar as tarefas e no máximo 1 hora ao mês para executá-las. Para que isso seja possível, as tarefas têm que ser simples. Coisas que você pode fazer no exato momento em que estiver fazendo esta revisão para que seu sonho dê mais um passo. A sugestão é ter até 3 tarefas para cada sonho seu.

A dica do Timothy Ferriss para esta etapa, e para poupar seu trabalho, é procurar por alguém que já tenha conquistado aquilo que você planeja.

Por exemplo: se você quer comprar uma casa na praia, ao invés de entrar no Google e começar a procurar por sites de imobiliárias, ler blogs sobre qual a melhor opção no litoral e alternativas de financiamento, simplesmente pense em algum amigo que acaba de fazer isso. Ligue pra ele (ou mande um whats se preferir) perguntando o que ele fez. Isso vai te poupar horas e horas de pesquisa. Ele já vai te indicar um corretor que deu certo, a localização escolhida e te dizer quanto custou. Assim, sua tarefa inicial seria algo como “Ligar para o João”. E a segunda tarefa seria “Ligar para o corretor indicado pelo João”. E por aí vai.

Não faça listas enormes com os 53 passos que precisam ser percorridos para chegar no seu sonho. Liste somente o que você precisa fazer agora e faça. No mês seguinte registre seu avanço e insira mais 3 passos. Por isso é extremamente importante que não sejam dezenas de iniciativas, pois a ideia é que você de fato tenha tempo e disposição para alcançá-las.


Lendo este textão todo pode parecer que você levará semanas para concluir esta tarefa, mas te asseguro que em 1 hora você fará este exercício com folga.

Somente vá com calma na parte dos Valores. Para este, guarde uma tarde preguiçosa, escreva e releia depois de alguns dias e faça a reflexão sem pressa. No mais, tenho certeza de que os sonhos e metas já estão todos na sua cabeça, e é só uma questão de disciplina colocá-los no papel.

Para terminar uma última dica: Comemore!

Todos os dias recebemos dádivas maravilhosas, e que acabamos reconhecendo somente muito tempo depois (provavelmente quando FaceBook manda aquelas lembranças). Neste momento é que suspiramos e reconhecemos como foi gostoso brincar com o filho depois de um dia puxado, aquele café com um amigo ou as risadas no trabalho.

As grandes conquistas sem dúvida nos marcam, mas são as várias doses de pequenas felicidades que tornam a vida mais doce e nos dão as sensação de dias bem vividos.

Eu costumo fazer um balanço dos anos, com as coisas mais legais que aconteceram a cada mês. O Google Photos torna a tarefa extremamente fácil, pois ordena todas as suas fotos por tempo e e só dar uma namorada ali para reviver os bons momentos. Você verá que é até difícil escolher ao final as fotos que vão para o seu quadro de destaques do ano, de tanta coisa boa que aconteceu e você nem lembrava.

Espero que as dicas o ajudem a conquistar cada vez mais sonhos, tirar projetos da gaveta e a aproveitar com ainda mais entusiasmo as boas novas que chegam ser avisar 😉

Gostou? Então clique aqui, faça agora o download da Planilha Nirvana e comece a tirar os planos do papel.

Gostou das dicas de livros?

Comprando pelos links abaixo você paga o mesmo preço e ainda dá uma forcinha pro blog 😉👍🏻.