Sobre o Dinheiro

Existem muitas verdades sobre o dinheiro. Que ele não é tudo, que não traz felicidade, que devemos ser o seu senhor e não o contrário. Mas o fato é que não se vive sem ele, não dá para ser indiferente. Dinheiro só não é realmente importante para quem o tem de sobra.

Ter uma certa quantidade de dinheiro é necessário para se ter o básico assegurado: saúde de qualidade, moradia, boa alimentação, educação e, por que não, algum lazer não gratuito. O mistério aqui é descobrir exatamente quanto é este necessário, para que ele não se torne o centro e nossa vida pautada pelo supérfluo. 

Esta quantidade depende também do lugar onde se vive. Em algumas partes do mundo muito do que está acima não precisa  de grandes quantidades de dinheiro, em outras, infelizmente para se ter o básico é preciso pagar.

Assim, para o bem ou para o mal, dinheiro é importante e preciso deixar com você algumas crenças a respeito dele que vão te ajudar no seu caminho:

Aprenda o tempo todo

O saber vale mais que todo o ouro, e você será sempre bem remunerada se tiver o conhecimento necessário para realizar bem seu trabalho. Saia da média, não aceite a mediocridade. Faça o que gosta, trabalhe com afinco e estudar sempre será um prazer e uma fonte de renda que trará conforto e felicidade.

Saiba que nós não possuímos nada de fato, é tudo um empréstimo

Se dessa vida nada se leva, a posse das coisas é na realidade uma ilusão. Gosto de pensar que alguém já morou no apartamento onde vivo, e depois de mim outros passarão por aqui. Meu carro será o carro de alguém e minhas roupas vão esquentar outra mulher num futuro próximo. Se estas coisas estão comigo agora, são porque Deus em sua misericórdia me presenteou. Precisamos ser gratos e não apegados. 

Não faça uma mala mais pesada do que você pode carregar

Nós precisamos de bem menos do que imaginamos. Não acumule. Você não precisa de tantos pares de sapato ou dezenas de calças e camisetas. Ter pouco deixará sua casa e sua mente mais organizada, e dará a liberdade que você precisa para estar em qualquer lugar, fazendo qualquer coisa. Vá na linha do pouco e muito bom”, e sempre que ganhar algo novo, doe algo que não usa mais.

Empreste sem esperar de volta

Se você tem dinheiro sobrando, e alguém de quem você gosta precisa de sua ajuda, dê sem dor no coração e sem esperar nada em troca. A forma mais fácil de perder um amigo é emprestando dinheiro a ele. Por isso, se para você não faz falta, dê. Um dia alguém poderá lhe retribuir a generosidade. Tenha em mente apenas a diferença entre ser boa e ser boba. Não deixe que ninguém se aproveite da sua boa vontade. Sei que na hora você saberá a diferença.

Mentalize abundância

Não pense no dinheiro de forma mesquinha e não sofra a cada gasto ou pagamento seu. Se gastou num restaurante por exemplo, saboreie com gosto e alegria aquela refeição. Pense que aquele dinheiro irá abençoar não só a vida do dono deste negócio, como também a do cozinheiro, do garçom, do agricultor e de todos que trabalharam com afinco para que você tivesse este momento. Num ciclo virtuoso que retorna para você.  Mesquinhez atrai mesquinhez, assim como abundância chama abundância. Escolha esta última. 

Minha passagem preferida da bíblia é Mateus 6:21:

“Porque, onde estiver o teu tesouro, aí também estará o teu coração.”

Oro meu amor para que nesta vida nunca lhe falte nada. Que tenha sempre o alimento do corpo, mas também o da alma. Que saiba dar graças no pouco e ser grata todos os dias. E especialmente, que o seu coração esteja nas coisas do céu e nas que realmente valem a pena aqui na terra.


Este texto faz parte da sessão Letters to my Brave Little Girl, onde falo pra ela o que não posso esquecer para que ela saiba que com fé e coragem poderá ser o que quiser.